Old Boy: A vingança de uma década e promoção

Old Boy: A vingança de uma década e promoção

“Can’t go back. No place to go back to

Life is lost, Flowers fall

If it’s all dreams.. Now wake me up”

– Art of Life, X-Japan

oldboy-capa2-620x917 Quem acompanha meus artigos do Dínamo já sabe que de algum tempo para cá venho AQUI, AQUI, AQUI e AQUI. Pois bem, nenhuma outra banda poderia definir melhor o tipo de obra resenhada do que X-Japan.

Admito que não sou fã de rock produzido no oriente. Conheci algumas poucas bandas de lá e a única com que me identifiquei foi o X. Isso acontece porque a sonoridade do grupo lembra demais as bandas de Metal e Hard Rock que tiveram seu auge no final dos anos 80 e o piano deles remete as baladas do Kiss na hora. Aliás, o X-Japan também se veste de modo chamativo mas sem apelar, como os outros conjuntos nipônicos fazem.

Do mesmo modo, o gênero de Mangá/Anime que mais curto são aqueles que aproveitam de sua origem oriental para contar uma história única e sem excessos como golpes mirabolantes, peitos gigantes, personagens com cara de meninas (sendo homens) ou que viram crianças (chibi) só para fazer graça.

Um mangá que se encaixa nesse tipo de HQ que gosto é o empolgante Old Boy escrito por Garon Tsuchiya, desenhado por Nobuaki Minegishi e trazido até o Brasil pela editora Nova Sampa. Os argonautas mais ligados em cinema já devem estar imaginando o filme cult coreano de 2003. Isso acontece porque a película é uma obra baseada nessa HQ, mas ambos possuem muitas diferenças (como veremos mais a frente), mas por hora vamos nos focar na versão de papel que tem uma trama mais “grudante”.

 

Um Garoto Velho

Na primeira edição de Old Boy conhecemos um protagonista até então sem nome que foi mantido em cativeiro por 10 anos. Sem saber como e por que foi parar ali o sujeito conta apenas com uma televisão que lhe serve como relógio, calendário e vínculo com o resto do mundo. Paranóico, nosso “Velho Garoto” passa a desconfiar de diversas pessoas que poderiam ser mandantes da prisão e começa a treinar pugilismo com as sombras e as paredes, passando a fazer exercícios físicos em nível de atleta. Tudo isso, tramando uma vingança.

Esse é o plot que recebemos no primeiro capítulo. A partir daí, a obra incentiva o leitor a querer refletir junto com o protagonista:

oldboy manga * Quem pagou 300 milhões de ienes para prendê-lo?

*O que ele fez para merecer esse castigo?

* Por que esse castigo ao invés de mandar matar?

*Como o herói fará para tocar a vida?

*E a mais importante: Como o personagem pretende se vingar?

Se até agora a trama já prendeu o leitor, o passo seguinte é acompanhar as artimanhas, estratégias e trambiques que o protagonista precisa desenvolver para encarar em um mundo onde se está 10 anos atrasado. E esse é o acorde de guitarra do X-Japan que mais me fascinou na obra. Diferente de simplesmente enfrentar um inimigo cada vez mais forte, os problemas do herói são verossímeis e realistas: falta de qualificação profissional, sem grana, ex-namorada que agora está casada e tem filhos e seu desapego e desconfiança às pessoas a sua volta.

 

Roteiro e arte

oldboyimfree O autor, no melhor estilo Lost, desenvolve a história em duas linhas. Uma paralela mostrando a vida do personagem – na segunda edição descobre-se que seu nome é Shinichi Gotou – após cativeiro e outra em flashbacks apresentando as lições aprendidas no cárcere.

 A arte de Nobuaki Minegishi é bastante detalhada e fotografa uma cidade sombria. Em alguns pontos, o mangá transmite a sensação de solidão. Também não há nenhum tipo de exagero em sua arte. Seu trabalho é bastante competente ao desenhar cenas de “porradaria” e de SEXO. Isso me faz lembrar um aviso importante: Se deve ter mais de 18 anos para ler Old Boy.

 

Enredo diferente do filme (sem Spoilers)

old-boy-2Para quem assistiu ao filme sul-coreano de Chan-wook Park (que chegou primeiro no Brasil, apesar do mangá ter sido publicado em 1996) a leitura dessa HQ ainda é recomendada. Alias o leitor que ver o longa antes pode querer fazer as inevitáveis comparações na trama (meu caso). Já adianto que a versão do cinema é MUITO diferente da impressa.

O caminho que o filme segue é completamente diferente da HQ, apesar de fazer referência a alguns personagens e acontecimentos do impresso. Vai de mudanças sutis como o fato do melhor amigo do protagonista do filme trabalhar numa Lan House e no original ser dono de bar; até alterações mais sérias como a personalidade de Gotou que é mais fechada e séria no gibi e passa a ser mais intelectual e por momentos até mais divertida e beirando ao exagero no filme.

Além disso, nas telas, o personagem é preso por 15 anos e essa data é importante para a amarração no final da história em que se descobre que o Old Boy comeu a… Ops… Quase um Spoiler! Por enquanto é importante saber que o fim do longa é algo que o cinema hollywoodiano jamais irá fazer (mesmo com a refilmagem) e que EU ACHO que o mangá seguirá por um caminho completamente diferente, mas da mesma forma interessante e único.

ShowImage Terminei de ler as três edições cedidas para o Dínamo (pela Nova Sampa) querendo “devorar” mais. Agora o jeito é esperar até o gibi aparecer nas bancas de Porto Alegre. Não sou leitor frequente de mangá e detesto Naruto, Inu Yasha e outras obras semelhantes, mas a aventura de Gotou me fisgou por ser única como as poucas coisas nipônicas que curto (X-Japan, Lobo Solitário, Ghost in the Shell, Akira).

 Ficha BásicaOld Boy; Editora Nova Sampa; Roteiro Garon Tsuchiya; Arte Nobuaki Minegishi; Preço de capa R$ 10,90; Recomendável para maiores; Média de 128 páginas cada edição.

 

manga-massaveioCONCURSO CULTURAL “MANGÁ MASSAVEIO”

Mostre que você curte quadrinhos e não leva desaforo pra casa. Escreva nos comentários AQUI ABAIXO a sua história mais louca ou engraçada de “porradaria”. A melhor história será escolhida pelo próprio editor dos mangás da Nova Sampa, Marcelo Del Greco, e ganhará um pacote de ação com os 3 volumes de OLD BOY e os 3 da série Ikkitousen – Anjos Guerreiros, todos publicados pela editora. Lembrando que somente leitores acima de 18 anos concorrerem ao prêmio!
O concurso estará valendo até dia 1º de setembro.

Deixe um comentário

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.