Filme: Operação Red Sparrow [Review]

Filme: Operação Red Sparrow [Review]

Filmes de espionagem costumam ter tramas mirabolantes e cheias de reviravoltas, mas quando o ritmo do mesmo é arrastado acaba por perder o interesse do público. Operação Red Sparrow traz elementos interessantes mas sofre deste mal, e tenta compensar isso com erotismo barato e muita violência.

Após um ferimento no palco, a ex-bailarina russa Dominika Egorova (Jennifer Lawrence) fica sem condições de ajudar sua mãe doente, mas vê uma solução na oferta de seu tio Ivan Egorov (Matthias Schoenaerts) que a recruta para se tornar uma “Pardal”, espiões especializados em usar a sedução para cumorir suas missões. Através de astúcia, sensualidade e perspicácia, Dominika se revela um talento nato, sendo escalada numa missão onde terá que se envolver com o agente da CIA Nate Nash (Joel Edgerton) e a relação dos dois coloca em risco suas respectivas ordens e países. No elenco Jeremy Irons, Charlotte Rampling, Joely Richardson, Mary-Louise Parker e Ciarán Hinds.

Apesar de ser vendido como um thriller de ação no estilo Atômica, o filme do diretor Francis Lawrence aposta mais no jogo de intriga, nas relações de confiança e lealdade dos personagens. Infelizmente, quando isso é posto em um filme com personagens estereotipados a coisa não avança, pois você não consegue estabelecer uma relação de empatia com eles. O problema não é o foco da trama ser as intrigas, mas sim que fica um pouco maçante quando é colocado em excesso, e mesmo as cenas eróticas e de violência não quebram isso. Violência por sinal é algo bem presente, acho que nem mesmo em Jogos Vorazes ou qualquer outro filme de sua carreira eu vi Jennifer Lawrence sofrendo tanto em um filme.

Jennifer está mandando muito bem no papel, entregando-se totalmente a personagem. Ela disse que no início ficou relutante em aceitar o trabalho devido às cenas de nudez (que não são poucas) mas que durante as gravações isso serviu até para que ela se sentisse mais empoderada. Parece que cada vez mais a atriz está buscando papéis que quebrem a imagem criada na série Jogos Vorazes, provando que o talento dela pode variar de um blockbuster para algo mais denso. Não consegui comprar a relação dela com o personagem de Edgerton, que mesmo estando “okay” no papel não tem química alguma com a atriz. Todo o elenco na verdade segue uma “cartilha de clichês da guerra fria” que já vimos em diversas obras com esta temática.

Se está procurando uma espionagem cheia de ação ou gadgets explosivos, Operação Red Sparrow será uma decepção. Infelizmente mesmo no que se propõe o filme acaba tendo falhas, pois o excesso de reviravoltas e falta de carisma dos personagens tornam a trama desinteressante e arrastada. Não é um filme ruim, mas precisa ser visto com preparo.

Deixe um comentário

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.