Papo Dinâmico Com Pericles Junior, Desenhista de Carnívora

Papo Dinâmico Com Pericles Junior, Desenhista de Carnívora

Entrevista com o autor da graphic novel CARNÍVORA, lançada pela AVEC editora com apoio do financiamento coletivo.

Carnívora entrevista Pericles Junior

Em Entrevista exclusiva para o Dínamo Studios

Olá Argonautas,

Se você acompanha as notícias sobre publicações indie de quadrinhos no Brasil, já deve ter lido em algum lugar da blogosfera o nome Pericles Junior, não é mesmo?

Ele é o desenhista e roteirista da graphic novel CARNÍVORA, lançada pela AVEC Editora nesse mês (saiba mais informações AQUI) com apoio do site de financiamento coletivo Catarse.

Carnívora entrevista Pericles Junior

Conheça mais sobre a arte de Pericles Junior

Pericles tem mais de 13 anos de experiência no mercado de quadrinhos, tendo publicado para a Legendary Comics, a Warner, a Devil’s Due Publish e marcas como Volkswagen Brazil e Nike entre muitas outras. Ele também já trabalhou como diretor de arte, ilustrador e mora na Cidade Maravilhosa, cujo cenário e situação social inspiraram diversos trechos de CARNÍVORA.

E é justamente para falar dessa HQ que convidei a Pericles para uma breve entrevista feita com exclusividade para o Dínamo Studios. Então, aproveite bem esse bate-papo, descubra mais sobre esse universo de terror e ação criado pelo desenhista brazuka e não deixe de aproveitar uma surpresa da AVEC que falamos no final do post.

Divirta-se!

 

Influências de CARNÍVORA

Carnívora entrevista Pericles Junior

Quadrinho recebe influência de Walking Dead, Tropa de Elite e dos Slasher movies

Vagnerd Abreu: Eu digo isso na resenha que escrevi sobre Carnívora aqui no Dínamo e torno a repetir: Carnívora parece beber de muitas influencias pop.

 Entre as quais cito “The Walking Dead”, “Tropa de Elite” e “Cidade de Deus”. Estou correto? Mas acredito que você pode agora começar quebrando as pernas desse entrevistador e dizer muitas outras influências, né? Comente um pouco sobre elas e como elas te ajudaram nesse trabalho?

Pericles Junior: Foi bem por aí mesmo. Na parte da ação e drama, é inegável as influencias que citou e fui muito influenciado principalmente pela linha slasher filmes [nota do editor: filmes de terror como “Sexta-Feira 13”, “Helloween”, ].

É um universo que curto muito, então tudo isso fica cravado em você de alguma forma e sempre vem à tona quando começa desenvolver algum roteiro.

 

Vagnerd: Vamos imaginar agora que Jose Padilha se interessou por CARNÍVORA e resolveu fazer uma série da “Netflix”, só que sem a participação do Wagner Moura.

Você entra como produtor executivo e pode escolher qualquer ator para  viver o papel do Carlos, do Parede, da Jessy e demais personagens.

 Que atores escolheria? (não vale o Wagner Moura). Em quais outros momentos da produção você iria desejar interferir (trilha sonora, edição, ambientação, figurino, etc)?

NEW YORK - APRIL 28: Writer/director/producer Jose Padilha of the film "Elite Squad" poses for a portrait at the Amex Insider's Center during the 2008 Tribeca Film Festival on April 28, 2008 in New York City. (Photo by Scott Gries/Getty Images for Tribeca Film Festival)

Será que Jose Padrilha encararia essa adaptação?

Pericles: Hahaha.. Caraca. Pior que sou fanzão do Padilha (jura?) e acredito que aprovaria 85% de qualquer ideia que ele apresentasse.

Mas tem uns pontos que curtira à beça colocar o bedelho: trilha sonora e direção de arte. Sou apaixonado por isso, agora atores… Vejamos:

Drika: Rhaisa Batista ou Michelle Batista
Carlos: Juliano Cazarré
Jessy: Fernanda de Freitas
Parede: Babu Santana
Sônia: Juliana Alves

Vagnerd: Você desenha cenas de ações incríveis. Julgo a dizer que Carnívora é uma graphic novel de ação, com terror como plano de fundo. Na sua opinião, você acredita que um desenhista com conhecimentos cinematográficos como a sua experiência em storyboard pode se destacar como ilustrador? Por quê?

Pericles: Sempre. Nos quadrinhos você precisa pensar na melhor forma de apresentar a história para o leitor. Então, um bom posicionamento de “câmera” e toda a dinâmica que envolve a história, tanto desenho quanto texto, ajudam a jogar o leitor para dentro da revista.

Carnívora entrevista Pericles Junior

Mais uma splash page de tirar o fôlego!

 

Terror, Ação e Discussão Social

Vagnerd: Quando estava planejando o conceito de CARNÍVORA, você já imaginou transmitir uma mensagem social junto? Na sua opinião como artista, qual a importância da crítica social em uma história em quadrinhos?

Carnívora entrevista Pericles JuniorPericles: Pensei sim, mas confesso que ela ganhou força quando a HQ estava sendo produzida.

Acredito que autores e criativos podem ser porta-vozes não só de novas ideias, mas de alerta, de denúncia, um “opa, tem alguma coisa errada com o mundo”. Os quadrinhos, além de ser uma mídia de entretenimento, são também uma forma de semear mudanças (positivas, de preferencia).

 

Vagnerd: Como um artista, você acredita que Carnívora possui um subtexto? Uma crítica, metáfora ou alegoria.

Pericles: Carnívora é repleta de metáforas. A incursão da polícia no morro, o descaso. Como as consequências dos nossos atos refletidos na vida de outra pessoa. A HQ é uma alegoria da vida real.

 

Angustiante Espera Pelo Financiamento Coletivo

Vagnerd: Como foi o processo de financiamento coletivo, contato com a AVEC Editora e espera para ver se o público aceitaria seu projeto. Conte sobre o frio na barriga. Deixe nossos leitores saberem um pouco dos bastidores de CARNÍVORA.

Pericles: Nossa, foi angustiante.

Faltava 2 semanas para o final do prazo e tínhamos apenas 17% da meta. Já tinha até desistido. Joguei a toalha.

Mas graças a uma amiga, que deu a ideia de fazer tipo uma campanha. Campanha dos 10 reais (se X pessoas apoiassem com 10 reais conseguiríamos virar). Eu reanimei e meti as caras de novo. Foi correria. Todos os dias eu colocava um termômetro sinalizando o quanto conseguíamos.

Foi bem conta gotas e a força da família e amigos foi fundamental. Graças a Deus conseguimos, não só bater a meta como ultrapassá-la. O contato com a AVEC veio antes. Eles já haviam manifestado o interesse em publicar, mas tinhas algumas questões gráficas que eu gostaria que fossem diferentes. Era o primeiro trabalho autoral impresso, então que fosse algo que marcasse não só a mim, mas, de certa forma, o público.

Carnívora entrevista Pericles Junior

Poster de Divulgação de Carnívora no Catarse

Vagnerd: Após anos trabalhando no mercado digital e impresso, como você aprimorou seu traço até ver CARNÍVORA publicada e financiada por leitores brasileiros. E o que você aprendeu com sua criação?

 Pericles: Foi saber se de fato minhas ideias malucas são boas e que existem pessoas interessadas nelas. Depois do trabalho feito, você enxerga ele de forma diferente.

Sempre acha que poderia ficar melhor. E a vantagem de um trabalho autoral é a experimentação. Sim, meu traço mudou e ainda via mudar bastante depois de Carnívora.

 

Processo Criativo e Dicas Para Jovens Desenhistas

Vagnerd: Como funciona o seu processo criativo para uma HQ que você escreve e desenha? Você primeiro pensa na arte e depois “bola” história? Ou a história vem primeiro, depois a arte se adapta a ela?

Carnívora entrevista Pericles Junior

Optimus Prime de Pericles Junior

 Pericles: Primeiro penso na história. O que quero contar com ela? Em seguida começo a desenhar os personagens. Desenvolver o visual, concepts. Costumo desenhá-los a exaustão ao mesmo tempo contando a história deles. Eu só consigo desenvolver uma história se eu conhecer bem os personagens. Precisamos “conviver” por um tempo.

Há casos de eu construir uma história inteira sobre o personagem, que daria até uma outra HQ, só para conhece-lo melhor. Dessa forma a história flui mais fácil.

 

Vagnerd: Deixe as suas “dicas matadoras” para os leitores que quiserem seguir os passos de quadrinhista/roteirista. E também dicas para os artistas que desejam empreender um projeto com financiamento coletivo.

Carnívora entrevista Pericles Junior

Super-moça por Pericles

Pericles: Persistência. Cara, não tem outra forma para se trabalhar com quadrinho. Tudo é trabalhoso.

Escrever, desenhar, procurar formas de publicação. Então você precisa ter certeza se o quadrinho vai ser a sua paixão/sonho ou se vai ser uma meta a ser conquistada.

Entender em que área da sua vida o quadrinho vai entrar ajuda muito a definir a sua postura. Se ele vai ser o seu “ganha pão”, o seu segundo ofício ou algo para as horas vagas porque você gosta muito disso.

No mais, leia bastante, assista bastante filmes, analise-os. Reproduza cenas que achou bacana. E prática. Muita prática!

 

_______________________________

Considerações Finais: Duas Dicas Especiais Para Você

Muito bem pessoal, esse foi o bate-papo que tive com Pericles Junior, espero que tenham curtido e que possam se interessar mais pelo trabalho desse batalhador.

Ah, lembram-se daquela surpresa oferecida pela AVEC que falei ali no começo? Pois então, a editora está dando 10% de desconto para leitores do Dínamo Studios.

Y ESCAPE

Quando for fazer uma compra na AVEC Store, você ganha esse prêmio ao rescrever “dinamo” no espaço para CUPOM DE DESCONTO, ao finalizar sua compra. Clique AQUI e aproveite, não deixe de conhecer CARNÍVORA também. Aposto que você ficou louco de curiosidade após ler essa entrevista.

Outra coisa: eu estou muito muito chateado com os leitores do Dínamo. Criei esse site, o Vida de Escritor, para divulgar conteúdo sobre a arte de escrever e estou recebendo pouquíssimos acessos de leitores daqui… Vamos lá argonautas, vamos invadir o VDE, clique AQUI se quiser conhecer meu mais novo projeto.

Abraços.

Deixe um comentário

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.